Geração Z, parte 2

Comportamento das Gerações X, Y, Z… Oops, Acabou o Alfabeto – Parte 2

Dentre as gerações, o que é a Geração Y, e qual seu comportamento no mercado de trabalho? Mais do que uma sopa de letrinhas do alfabeto, há variações gritantes entre uma geração e outra. Vamos analisar juntos algumas dessas diferenças, neste artigo que é a parte 2 deste tema:

O vinil dá lugar ao CD. Guerra nas Estrelas e Jornada nas Estrelas são filmes inspiradores. Surgem videogames de alta definição. Uma variedade de equipamentos modernos são disponibilizados para o trabalho e para o laser: laptop, ipod, iphone, ipad… As oportunidades e formas de comunicação tornaram-se infinitas, e o Facebook pode ser, hoje, a principal ferramenta de interação social.

Nasceu a Y

Entre meados dos anos 70 e 90, nasce a geração que super valoriza a autoestima: a Y. Seus pais lhe ensinaram suas primeiras palavras, mas a internet lhe ensinou a “como, e sobre o que falar”.

Receber apoio financeiro e morar na casa dos pais, ainda lá pelos 30 anos de idade, não é incomum. Afinal, é alí que eles encontram a principal motivação para acreditarem, de verdade, que o mundo gira somente ao redor deles – “tudo bem, às vezes, ao redor dos outros também”.

Talvez numa tentativa desenfreada de seus pais em se rebelarem contra um estilo excessivamente tradicional das famílias anteriores – os pais do Ys tornarem-se seus amigos. Com um número cada vez mais reduzido de filhos, a atenção e dedicação dos pais aos filhos aumentou exponencialmente.

Geração Y, parte 2

team.labarna

Você já conhece o eBook do Claudio? Então, veja agora => AQUI.

Claudio Cordeiro

20+ anos Gestor de Pessoas em grandes multinacionais. Especialista em Direito do Trabalho.

Últimos posts por Claudio Cordeiro (exibir todos)