Geração Y, parte 1

Comportamento das Gerações X, Y, Z… Oops, Acabou o Alfabeto – Parte 1

Dentre as gerações, o que é a geração X, e qual seu comportamento no mercado de trabalho? Mais do que uma sopa de letrinhas do alfabeto, há variações gritantes entre uma geração e outra. Vamos analisar juntos algumas dessas diferenças:

Primeiramente, vamos entender o conceito de “geração”: quando começa, quando termina, e o que a define. Até algum tempo atrás, dizia-se por “geração passada” a geração dos seus pais, ou que uma nova geração surgia a cada 25 anos. Essa noção de tempo para se definir uma nova geração está cada vez mais curta, e eu diria que isso tem muito a ver com a tecnologia que se desenvolve de maneira viral.

Geração Y, parte 1

Mercury13

Boomers, baby boomers, os Xs, os Ys, agora os Zs… e depois?

Na geração X estariam os nascidos entre o início ou meados dos anos 60 e final dos anos 70. O movimento hippie surgia contrário a repressões militares. Em “censura à censura”: sexo, drogas e Rock’n’roll foram lemas que marcaram sua história. Uma bolinha balançava pra lá e pra cá na tela do computador Apple II, e os “super jogos”: o Atari e o Pacman, foram sensação na época – a tecnologia ainda engatinhava. A internet, somente era usada para buscas de informações.

A televisão, muitos dizem, teria dado início à “desagregação” das famílias que, até então, faziam questão de se reunir à mesa, e conversavam durante as refeições (de verdade). A partir de então, o convívio social não seria mais o mesmo. As crianças, iriam preferir assistir desenhos a brincar com os colegas, e também os adolescentes e adultos sairiam menos, para ficar em casa e assistir seus programas prediletos na TV.

Ainda não descobriu sua paixão em liderar? Então, descubra no e-Book: clique AQUI.

Claudio Cordeiro

20+ anos Gestor de Pessoas em grandes multinacionais. Especialista em Direito do Trabalho.

Últimos posts por Claudio Cordeiro (exibir todos)